Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

I'LL BE BACK

Daqui a poucas horas parto para Portimão, e tenciono ficar lá durante a próxima semana, por isso este é mais um blog que terá um pequeno interlúdio neste Verão. Boas férias para todos (se for esse o caso) e até breve ;)
Como nã há bela sem senão, o leitor de CDs do meu carro avariou-se e a solução é mesmo ouvir cassetes durante a viagem, o que significa que tive de recuperar as compilações que fins há uns 6 ou 7 anos... Enfim, até vai ser engraçado recordá-las, aqui fica o alinhamento de uma delas:
The Prodigy - Skylined
Bush - Insect Kin
Garbage - #1 Crush
Soul Coughing - Blame
The Chemical Brothers - The private Psychedelic Reel
Luscious Jackson - Under My Skin (Bentley Rythm Ace Mix)
Red Hot Chili Peppers - Californication
Nada Surf - Popular
R.E.M. - Daysleeper
Hasta!

MY PICTURES

Descobri este desafio no blog do Dinis e decidi pedi-lo "emprestado":
Think of 3 pictures you'd like to see. Things around my house or whatever... something I can take a picture of easily. Once I have enough requests, I'll start posting them. If I can't or won't take a picture of something you've requested, I'll let you know.
Estão todos convidados a partcipar, mas cuidado com as sugestões ;)

SELECÇÃO DE ESPERANÇAS

Num período em que muitas das melhores bandas actuais se inspiram no pós-punk/ new wave de finais dos anos 70/ inícios de 80, os britânicos Kaiser Chiefs são mais um dos projectos que recupera influências dessa época e oferece, em "Employment", um curioso álbum de estreia.
Praticante de uma pop dinâmica e solarenga, este quinteto de Leeds apresenta 12 canções com potencial para se tornarem em singles trauteáveis e viciantes.

Com traços retro mas não excessivamente nostálgico, "Employment" é um registo promissor e cativante, embora seja, a espaços, demasiado derivativo. Os temas do disco aproximam-se de referências das décadas de 80 (Madness, The Jam), 90 (Blur, Divine Comedy, Dandy Warhols) e de nomes-chave dos dias de hoje (Dogs Die in Hot Cars e, claro, os incontornáveis Franz Ferdinand).

Mesmo com as óbvias piscadelas de olho a outras bandas - de resto, compreensíveis num álbum de estreia -, os Kaiser Chiefs proporcionam um conjunto de canções irreverentes, dançáveis e lúdicas, com apelativas doses de humor, sentido teatral e alguma melancolia.

Não sendo especialmente inovador e expondo alguns desequilíbrios - a primeira metade é mais coesa do que a segunda - "Employment" não chega a ser um grande disco, mas com canções do calibre de "Everyday I Love You Less and Less", "Modern Way", "Oh My God" ou "I Predict a Riot" os Kaiser Chiefs provam possuir energia e consistência suficientes para constarem entre as boas surpresas de 2005. Já não é nada mau para uma estreia...

E O VEREDICTO É: 3/5 - BOM

CÃO QUE LADRA...FAZ BARULHO!!!

Não sei quem teve a ideia de ter cães em apartamentos, mas hoje em dia é uma situação demasiado frequente (infelizmente), e é irritante q.b. ter um cão da vizinhança a ladrar constantemente há mais de três horas... Enfim, sempre é uma desculpa para aumentar o volume da música sem que os meus pais reclamem (neste momento o cão está a ser abafado pelas Le Tigre...nunca pensei que o girl power desse tanto jeito)...

Pág. 1/12