Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Mansão com vista para a cidade

 

Quem? Dusk at the Mansion

 

O quê? Segundo os próprios, "um momento concreto criado no espaço e no tempo pelos imaginários, com computadores e bateria de Ricardo Mestre e David Costa. A sonoridade deste duo lisboeta viaja por ambientes tanto soturnos e melancólicos como enérgicos e absorventes."

 

Onde? No Miradouro de São Pedro de Alcântara, no Bairro Alto, em Lisboa.

 

Quando? Sexta-feira às 22 horas.

 

Porquê? Porque as canções que podem ouvir-se aqui ou aqui prometem uma noite de Verão regada com boa electrónica espacial, vozes robóticas e a ocasional presença do violoncelo, seja para dançar - como em "Deep Breath" ou na viciante "Late Arrival" - ou para parar e contemplar - "Left to Die", por exemplo.

Quem gostar de Parallels, Booka Shade ou Glass Candy não deverá dar o tempo por perdido. Mas os restantes também podem experimentar, até porque a entrada é gratuita.

 

Estreia da semana: "A Origem"

 

A julgar pelo que se tem dito sobre "A Origem", este parece ser o filme mais habilidoso de Christopher Nolan, o que não é pouco para quem começou por dar nas vistas com um quebra-cabeças como "Memento".

 

Depois de duas investidas bem-sucedidas no universo da BD - com "Batman - O Início" e "O Cavaleiro das Trevas" -, o realizador norte-americano regressa com outro blockbuster que tenta fugir a lugares-comuns e tem dado que falar.

 

Leonardo Di Caprio encarna um especialista na extracção de memórias de pessoas enquanto estas dormem, mas vê testadas as suas capacidades quando a sua próxima missão é fazer o oposto: entrar nos sonhos de terceiros e colocar lá informações.

 

Ellen Page, Marion Cotillard, Michael Caine ou Joseph Gordon-Lewitt são alguns outros nomes que tornam este num elenco de luxo e, juntamente com um orçamento avultado e a esperada imaginação habitual de Nolan, poderão conduzir a uma união thriller/sci-fi/acção acima da média.

 

Outras estreias:

 

"Como Gerir o Amor", de Stephen Belber

"Contraluz", de Fernando Fragata

"Lucky Luke", de James Huth

 

 

e-Cinema: Leonardo DiCaprio é um profissional da mente

 

Super, mas nem sempre

Pet Shop Boys no Meco. Foto de Vera Moutinho/SAPO Música

 

Depois do Alive!10, outro saldo positivo em três dias de música. O Super Bock Super Bock ganhou nova vida no Meco e deixou na memória bons concertos dos Pet Shop Boys, Hot Chip, Cut Copy, Prince, Leftfield, Wild Beasts ou, vá lá, Vampire Weekend (felizmente mais apelativos do que em disco).

 

Mas fora a música, quase tudo o resto deixou a desejar: má (ou nula) iluminação no recinto e parque de estacionamento, acessos muito condicionados em alguns momentos, inenarráveis restrições à imprensa (canetas ficavam à porta), muita poeira (apesar de tudo, um mal menor e compreensível) ou a bizarra selecção musical entre concertos (powered by Bryan Adams, Colbie Caillat ou Britney Spears). Para o ano há mais (?).

 

Mas voltando à música, ficam mais pormenores nos links abaixo:

 

- Dia 1: Pop dos Pet Shop Boys ofuscou um cartaz indie

- Dia 2: A noite do cool, dos betos, dos geeks e dos veteranos

- Dia 3: Meco dançou com o funk (e fado) de Prince

- Três dias de festival em imagens

- Entrevistas

Pág. 1/4