Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

É sempre um prazer

feist

 

28 de Abril: é neste dia que chega "Pleasure", o novo álbum de FEIST e o quinto da canadiana. Mas "PLEASURE", a canção, já tem algumas semanas e tem sido difícil (quase impossível?) ouvi-la sem pensar logo nos primeiros discos de PJ Harvey. Nada contra, uma vez que Polly Jean tem andado com outras preocupações ultimamente e há sempre espaço para mais vozes femininas que não tenham medo de olhar para a intimidade com esta crueza bluesy.

 

A amostra inicial do álbum leva mais longe a depuração do distante "Metals" (de 2011, já?), com um minimalismo quase só de voz e guitarra a vincar um crescendo lento, mas intrigante, entre o tom introspectivo dos primeiros minutos e o remate com direito a palmas. Igualmente lo-fi é o videoclip, muito longe de prodígios visuais como "My Moon My Man" ou "1234", parecendo contentar-se em apresentar uma nova imagem de FEIST ou das suas demonstrações de air guitar. O gesto é coerente com a aridez que também passa por "Century", o outro inédito entretanto revelado e ao qual nem a colaboração de Jarvis Cocker traz especial pompa - nem é necessária quando este rock pele e osso vai tão bem assim mesmo.