Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Nascida para ganhar

ninet

 

Lana Del Rey das arábias? Há quem compare NINET à voz de "Born to Die", muito por culpa do seu novo single, mas a cantora e compositora (e actriz e modelo e, uff!, DJ) israelita não só já tem um percurso musical de mais de dez anos, com quatro álbuns pelo caminho, como tem definido uma identidade artística que é um fenómeno na MTV local e também resulta em convites para partilhar palcos com os Jesus and Mary Chain ou Porcupine Tree.

 

Com os últimos meses passados em Los Angeles, numa fase de gravações, Ninet Tayeb prepara o seu primeiro álbum a editar no mercado norte-americano e candita-se já a uma das surpresas (fora de portas) de 2017. "SUBSERVIENT", o tal novo single em que se move com uma sensualidade sombria à la Lana Del Rey, é uma primeira amostra mais do que promissora, e encaminha-se para um território próprio ao ir reforçando a carga oriental da instrumentação - e a acompanhar a transição com uma voz que vai de sussuros insinuantes a um proto-cântico tradicional efervescente.

 

A sua música é, aliás, bem mais interessante quanto mais se afasta de modelos de um pop-rock alternativo também devedor de uns The Kills ou PJ Harvey (em dia agreste). É o que acontece nesse novo single, servido por um videoclip assente num plano-sequência de uma festa privada com aura gótica a condizer (que chega a fazer lembrar o da canção mais recente de Gaspar, embora a atmosfera e a realização sejam completamente diferentes). E é também o que podemos ouvir na mais antiga "FIND MY LOVE", vincada por um crescendo ainda maior e a deixar no ar que estas canções ganham outra vida em palco:

 

 

 

1 comentário

Comentar post