Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

O fim é o princípio é o fim

royksopp_promo

 

"The Inevitable End" pode ter sido anunciado como o último álbum dos RÖYKSOPP, mas não é por isso que a dupla norueguesa tem deixado de o promover antes de se dedicar a outros formatos de edição. E ainda bem, porque o disco foi das melhores surpresas do ano passado, sobretudo no departamento electrónico, e também tem lugar cativo entre os mais aconselháveis de Svein Berge e Torbjørn Brundtland.

 

Para o derradeiro longa-duração, o duo convidou gente como Robyn ou Susanne Sundfør, embora a voz mais recorrente tenha sido a de Jamie McDermott, dos The Irrepressibles. "I HAD THIS THING", uma das canções interpretadas pelo britânico, era a que tinha um perfil de single mais óbvio e não admira que tenha sido escolhida como nova aposta oficial.

 

Se em alguns casos a melancolia de McDermott pode pecar por excesso, aqui é equilibrada por um belo embalo de synthpop, dançável sem ser chegar a ser frenético, num daqueles temas a destacar num eventual best of dos Röyksopp (e esse já peca pela demora...). O videoclip é parte ilustração da letra (centrada no final de uma relação amorosa)/ parte delírio apocalíptico, com um tom ingénuo e sonhador à medida da canção (e a fazer lembrar o drama indie "Cometa", que passou pelas salas há poucos meses):