Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Quando o México é uma miragem

 

"Mexico", o novo álbum dos GusGus, não só está entre os bons regressos do ano como é o disco mais inspirado dos islandeses desde "This Is Normal" (1999), o seu registo de referência. No domingo, prepara-se para começar a rodar o mundo numa digressão que arranca na cidade-natal da banda, Reiquiavique, com um concerto de abertura para Justin Timberlake. Mas se o cantor de "Cry Me a River" até já passou por Lisboa este ano, infelizmente nenhuma das 25 cidades onde os GusGus vão actuar é portuguesa, o que só vem prolongar uma ausência demasiado longa (desde 2006, no Festival Sunrise, no Algarve?).

 

Enquanto não podemos vê-los num palco próximo, vão chegando mais videoclips. O da faixa-título é já o terceiro (depois de "Crossfade" e "Obnouxiously Sexual") e inspira-se na capa do álbum para experiências de animação a antecipar a cenografia dos concertos, diz a Kompakt Records. A canção, a única instrumental do alinhamento, nem é dos momentos mais brilhantes mas mostra que os islandeses também sabem jogar no campeonato dançável de uns Chemical Brothers: