Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

O Cartaz de Sexta

 

Na noite desta sexta-feira, Lisboa tem, pelo menos, duas propostas promissoras no palco e no grande ecrã. Infelizmente não poderei ver nenhuma, mas para quem estiver pela capital ficam as sugestões.

 

Na música, o destaque vai para o concerto dos Micro Audio Waves no MusicBox (às 00h30), e conhecendo um pouco a banda já se prevê que será no mínimo bom (ou mais do que isso, como a actuação de há dois anos na mesma sala).

E este ainda tem a particularidade de ser filmado, já que o espectáculo surge integrado nos Club Docs, documentários sobre artistas nacionais que serão exibidos este ano na RTP2 (sábado é a vez dos também recomendáveis X-Wife).

 

No cinema, merece referência o arranque do Queer Lisboa 13, Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa. "Morrer como um Homem", o novo filme de João Pedro Rodrigues ("O Fantasma", "Odete") é o título da sessão de abertura (às 22h no Cinema São Jorge).

Tal como nas edições anteriores, o festival conta com curtas e longas-metragens, da ficção ao documentário, assim como com uma selecção de videoclips temáticos.

E este ano inaugura uma nova secção onde recupera alguns filmes marcantes - como "The Living End", de Gregg Araki (realizador do memorável "Mysterious Skin").

 

Ainda na sétima arte, chegaram esta semana às salas dois filmes a reter: o muitíssimo elogiado "Estado de Guerra", de Kathryn Bigelow (que tem no currículo o excelente "Estranhos Prazeres") e o menos aplaudido "Taking Woodstock", de Ang Lee (cujas sessões incluem a curta-metragem "Arena", de João Salaviza, premiada em Cannes).

 

E voltando à música... Mais a norte, no Porto, há Clubbing na Casa da Música com concertos de Ebony Bones e The Rakes. E se ainda for a tempo deles, pode ser que venha aqui contar como correram...

 

Um abraço e até já

 

Como já deverão ter reparado, nos últimos dias este blog não tem sido pródigo em actualizações e o cenário não deverá mudar muito nas próximas duas semanas - a culpa é das eleições legislativas, que têm tomado grande parte do meu tempo.

 

Mas em inícios de Outubro, se tudo correr bem, o ritmo deverá voltar ao normal. Entretanto fica uma sugestão em cartaz, o recém-estreado "Abraços Desfeitos", de Pedro Almodóvar - sucessor do belíssimo "Voltar" e do mais negro mas também muito bom "Má Educação".

 

Até já.

 

Estreia da semana: "35 Shots de Rum"

 

Ver um filme de Claire Denis no circuito comercial português não é propriamente habitual e, só por isso, a estreia de "35 Shots de Rum" já mereceria destaque.

 

Mas além deste elemento atípico, a nova obra de uma das cineastas francesas mais aclamadas das últimas décadas talvez tenha outros motivos de interesse.

 

Estudo de personagens que tem como eixo o relacionamento entre um pai e uma filha, olhando também para a ex-namorada do primeiro e um amigo da segunda, este drama de travo realista pode conter uma das boas histórias a descobrir a partir de hoje no grande ecrã - algo que não se espera tanto da maioria das restantes estreias da semana, cuja receita light não desperta grande curiosidade.

 

Outras estreias:

 

"As Minhas Adoráveis Ex-Namoradas", de Mark Waters

"Assalto ao Metro 1 2 3", de Tony Scott

"Charlie Bartlett - Psicanálise para Todos", de Jon Poll

"O Ex", de Jesse Peretz

"O Novo Namorado da Minha Mãe", de George Gallo

"Por Amor", de David Hollander

 

 

 Tony Scott, John Landis e Bond na esplanada

 

Pág. 1/2