Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Um regresso nada preocupante

preoccupations

 

Quando os Wombats lançaram "Let's Dance to Joy Division", há quase dez anos, já era longa a lista de bandas do novo milénio interessadas em resgatar heranças do grupo de Ian Curtis e outros do pós-punk mais denso. Entre os Interpol e os Editors, os White Lies ou os Cinematics (quem?), a homenagem sentida e consequente ou o copismo e oportunismo, o que começou como (re)descoberta resultou numa tendência exaustiva - mesmo que tenha ajudado a devolver heróis de outros tempos a algumas pistas de dança, como cantaram os Wombats num single que marcou essa linhagem.

 

Mais recentemente, as Savages vieram mostrar que essa escola continua a chamar alunos, ainda que sejam a excepção entre a nova sensação britânica da semana, e os PREOCCUPATIONS ganharam lugar entre as boas promessas do ano passado, quando editaram o álbum de estreia enquanto Viet Cong (nome alterado há poucos meses devido a uma polémica que os acusava de racismo e apropriação cultural).

 

Com novo disco a chegar já para Setembro, dia 16, o quarteto canadiano pode ter sido rebaptizado mas mantém intacto o seu universo carregado de negrume e tensão, como sugerem o título e ambientes do novo single, "ANXIETY", o primeiro avanço e faixa de abertura do álbum. E Ian Curtis provavelmente gostaria do resultado, que tanto contorna o refrão fácil direccionado a festivais indie da moda como o desalento monocórdico e hermético sem fim à vista. Há marcas óbvias do passado gótico e industrial, mas também uma banda viva capaz de repetir a urgência dos melhores momentos da estreia. O videoclip ilustra o catálogo de fobias e ansiedades juvenis que inspirou a letra, com uma direcção de fotografia à altura do tema: