Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Fundo de catálogo (20): Deadsy

 

Embora na altura em que surgiram, em finais dos anos 90, tenham sido mais associados a referências nu metal - talvez devido a colaborações com Fred Durst ou Jonathan Davis -, os Deadsy exibiram nas suas canções traços muito mais próximos de alguma synth-pop de meados de 80.

Mesmo que por vezes escondida atrás de guitarras mais ou menos estridentes, a influência de Gary Numan nos frequentes teclados e sintetizadores era evidente, herança que a banda assumiu ao colaborar numa compilação de tributo ao músico, "Random" (1997).

 

Alguns momentos do seu disco mais consistente, "Commencement" (2002), nem estão, de resto, muito longe daquilo que grupos como The Faint ou Late of the Pier viriam a fazer anos depois, ainda que contem com uma aura gótica mais reforçada.

 

Um dos pontos altos desse segundo álbum do quinteto californiano - que ainda tinha a particularidade do vocalista ser filho de Cher - é o pujante e infeccioso "She Likes Big Words", que se mantém como um óptimo exemplo de rock dançável e cujo videoclip fica aqui:

 

 

Deadsy - "She Likes Big Words"

 

Revisitações anteriores