Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Fundo de catálogo (56): The Knife

 

O primeiro post de 2011 por aqui recua dez anos para recordar um disco - o primeiro de muitos editados em 2001 e que serão revisitados noutros posts durante as próximas semanas.

 

O álbum em causa é o registo de estreia homónimo dos The Knife, importante ponto de partida para um projecto que, ao longo da década passada, constou entre os mais aventureiros na exploração da canção de moldura electrónica.

 

Antes do maior reconhecimento e visibilidade - que chegaria com "Silent Shout" (2006) -, a dupla sueca dos irmãos Karin e Olof Dreijer definiu logo uma linguagem que segue o lema "primeiro estranha-se, depois entranha-se".

Aqui a expressão já não foi utilizada por Fernando Pessoa mas terá sido partilhada por quem se deparou com canções como "A Lung" ou "Lasagna" - que deram a conhecer os cruzamentos da voz inquietante e reconhecível de Karin com os ambientes frios e sintéticos de Olof.

 

Grande parte destas canções mal chegou a saltar do disco para os palcos, já que nesta altura os concertos do duo eram praticamente inexistentes. "Kino" foi das poucas que, ainda assim, acabou por ser recuperada para a digressão de "Silent Shout", anos depois. Aqui fica a fantástica versão do tema ao vivo:

 

 

1 comentário

Comentar post