Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Fundo de catálogo (65): X-Ray Spex

 

Poly Styrene anunciou, em Fevereiro, que lhe tinha sido diagnosticado um cancro. E embora tenha encarado com confiança a batalha contra a doença, a cantora britânica acabou por falecer ontem, aos 53 anos.

 

A ex-vocalista dos X-Ray Spex, uma das bandas pioneiras do punk, teve assim pouco tempo para promover o seu segundo e novo disco a solo, "Generation Indigo", que alargou a paleta sonora do grupo e consta entre as boas surpresas deste ano.

 

Em vez de um dos temas recentes, a recordação da voz de Styrene serve-se com uma das faixas de "Germ Free Adolescents" (1978), o disco de estreia dos X-Ray Spex.

Conjunto de canções geralmente curtas, aceleradas, carregadas de atitude e sentido de urgência, o álbum abriu caminho para bandas com ingredientes semelhantes (descontando a presença do saxofone) e uma vocalista no centro - das Bikini Kill às Sleater-Kinney, dos Yeah Yeah Yeahs aos Crystal Castles. Uma canção como "Identity" é um bom exemplo dessa escola que ainda hoje ganha alunos:

 

 

 Revisitações anteriores