Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Fundo de catálogo (81): Fiona Apple

 

Fiona Apple não se contenta com pouco. Sobretudo em relação a títulos de discos, como o comprova o do próximo, para o qual convém ganhar algum fòlego antes de tentarmos dizê-lo: "The Idler Wheel is wiser than the Driver of the Screw, and Whipping Cords will serve you more than Ropes will ever do".

 

Ainda assim, o título deste quarto álbum (agendado, finalmente, para 19 de Junho, sete anos depois do anterior) chega a ser minimalista quando comparado com o do segundo - esse sim, no pódio dos mais longos de sempre:

 

"When the pawn hits the conflicts he thinks like a king

What he knows throws the blows when he goes to the fight

And he'll win the whole thing 'fore he enters the ring

There's no body to batter when your mind is your might

So when you go solo, you hold your own hand

And remember that depth is the greatest of heights

And if you know where you stand, then you know where to land

And if you fall it won't matter, cause you'll know that you're right"

 

Felizmente, "When the Pawn..." (1999), embora possa ter chamado parte das atenções que obteve devido ao título, esteve longe de ter aí o seu maior motivo de interesse. Além de ter superado a promessa da estreia, este continua a ser o melhor conjunto de canções da norte-americana e o que tem mais emoções - nem sempre bonitas - à flor da pele, da faceta espinhosa de "Limp" à grandiosidade de "The Way Things Are", da valsa moderna de "Paper Bag" ("I'm a mess that he don't wanna clean up" está para Fiona Apple como "You know I'm no good" para Amy Winehouse) ao desafio assumido de "Mistake" ("I'm gonna make a mistake/ I'm gonna do it on purpose").

 

O cartão de visita para o disco chegou, contudo, com o swing quebrado de "Fast as You Can", cujo videoclip apresenta Apple a olhar de frente para a câmara - por vezes a preto e branco, por vezes embaciada, quase sempre fixa - do seu namorado de então, Paul Thomas Anderson (no mesmo ano em que realizou "Magnolia"):

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.