Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Caso de polícias

 

"Freier Fall" tem sido vendido como a resposta alemã a "O Segredo de Brokeback Mountain" e é verdade que a primeira longa-metragem de Stephan Lacant tem vários paralelismos com uma das obras-chave de Ang Lee.

Em vez de cowboys, os dois amantes em jogo são polícias e, além de explorar o despontar da homossexualidade num universo associado a conceitos estanques de masculinidade e virilidade, o filme é um dos exemplos do novo cinema alemão a colocar a temática gay num plano mainstream - à semelhança do que ocorreu com o drama vivido por Heath Ledger e Jake Gyllenhaal a uma escala bem mais global.

 

Nestes aspectos, as comparações fazem sentido mas nem tudo são semelhanças e é pelas diferenças, tantas ou mais, que "Freier Fall" merece ser visto. E há por aqui, por exemplo, diferenças de contexto - geográfico e temporal, com a acção a situar-se no presente - e de tom - Lacant aposta num realismo cru e austero (germânico, ora bem), acompanhando um momento de crise de identidade (a ecoar em várias esferas) sem espaço para muito romantismo.

 

É certo que o filme percorre territórios reconhecíveis e, por isso, algumas situações não são difíceis de intuir, com os dilemas de uma vida dupla a descarrilarem num coming out problemático. Nada de grave quando o resultado é um drama directo ao assunto, imune a palha narrativa, equilibrado no retrato amoroso, familiar e laboral e capaz de evitar soluções fáceis (e teria sido muito fácil cair na vitimização ou num happy end plástico).

Além de méritos na realização e argumento (co-assinado por si), Lacant destaca-se na direcção de actores, cujo ponto alto será mesmo a química entre os dois polícias, embora Hanno Koffler tenha uma interpretação e personagem especialmente fortes (o facto de o quotidiano desta última dominar a acção também ajuda).

Percebe-se, assim, a boa reputação de que "Freier Fall" tem gozado em alguns festivais (como o de Berlim, onde obteve duas nomeações na edição deste ano), mas seria uma pena que não tivesse outra vida no circuito comercial - nem que seja a reboque de comparações tão fundamentadas como redutoras.

 

 

 

"Freier Fall" é um dos filmes em competição na 17ª edição do Queer Lisboa, a decorrer até 28 de Setembro no Cinema São Jorge.