Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Intuição feminina (e chilena)

Javiera Mena

 

Ao lado dos Dënver ou de Gepe, JAVIERA MENA está entre os nomes que se têm destacado na (cada vez mais movimentada) cena electropop chilena, com um crescimento assinalável nos últimos anos tanto dentro como fora de portas.

 

Depois de "Esquemas Juveniles" (2006), "Mena" (2010) e "Otra Era" (2014), "Espejo" é o álbum que se segue e chega já a 27 de Abril, num regresso a cenários dançáveis sugerido pelo primeiro single, "Dentro de ti", editado no final do ano passado.

 

O novo aperitivo para o disco, "INTUICIÓN", volta a acelerar o ritmo, embora em ambientes um pouco diferentes dos habituais no percurso da cantautora. Apesar das influências inesperadas de reggaeton, território sempre ardiloso, o tema resulta num dos singles mais eficazes da chilena, tirando partido da produção do espanhol El Guincho e da participação curta, mas incisiva, de Li Saumet, vocalista dos colombianos Bomba Estéreo.

 

A colaboração latina tem sido comparada ao que poderia soar Shakira inspirada pela indietronica, com a aura festiva a saltar para um videoclip filmado nas ruas de Benidorm - ainda que as imagens conjuguem a celebração com acessos de melancolia e deambulações solitárias pela noite dentro:

 

 

Animais nocturnos (ou só mais uma festa em São Paulo)

Ladytron The Animals

 

Os LADYTRON podem ter estado sete anos sem gravar, mas parecem ter conseguido captar o espírito dos tempos no regresso. Na semana em que Lula da Silva volta a gerar manchetes um pouco por todo o lado, o quarteto britânico estreia o videoclip de "THE ANIMALS", o seu novo single (revelado em Fevereiro), inspirado no clima de tensão que se tem vivido no Brasil.

 

Filmado em São Paulo, cidade de eleição de Daniel Hunt nos últimos anos (onde entretanto formou o projecto paralelo Tamoios), o vídeo percorre vários espaços emblemáticos locais enquanto acompanha três jovens amigos, partindo das suas experiências para desenhar um retrato simultaneamente "violento, sensorial e lúdico" que expõe contrastes "culturais, de género, espirituais e identitários", diz o grupo.

 

Entre a festa e o caos, sobressai um olhar que insinua a intolerância e homofobia de alguns meios embrulhado numa energia visual a remeter para ambientes de Gregg Araki ou Xavier Dolan (não por acaso, dois nomes associados ao cinema queer). Essa sensibilidade, aliada ao lado narrativo, talvez ajude a explicar porque é que a banda apresenta o resultado como uma curta-metragem - assinada por Fernando Nogari, que se estrou no formato depois da realização de videoclips com "What Young People Call Music" (2017), obra de contornos documentais que já conjugava cultura juvenil e musical.

 

"THE ANIMALS" é, para já, o único inédito do sexto álbum dos LADYTRON revelado, até porque o disco ainda não foi gravado e só deverá chegar mais para o final do ano. Mas se a canção já tinha dado a entender que o quarteto continua a fazer música confiável, é bom ver que a gestão da imagem também se mantém sedutora:

 

 

Quatro por quatro

Little Boots 2018

 

Quatro canções, quatro convidadas e uma sonoridade negra e dançável, com letras mais directas e confessionais. É assim que LITTLE BOOTS apresenta "Burn", o seu novo EP, a editar esta sexta-feira - que traz os primeiros originais da britânica desde o terceiro álbum, "Working Girl" (2015).

 

Inspirada por um contacto reforçado com a vida nocturna depois de um percurso paralelo como DJ no ano passado, Victoria Hesketh parece cada vez mais longe da synthpop borbulhante de "Hands" (2009), estreia que apesar de tudo já tinha as pistas de dança na mira. E regressa ao lado de várias convidadas, numa tentativa de dar maior visibilidade a artistas femininas da cena electrónica.

 

Joyce Muniz, Lauren Flax, Planningtorock e Cora Novoa acompanham-na nas quatro novas faixas, que tiveram em "Shadows" o primeiro cartão de apresentação e contam com "PICTURE" como sucessora. O tema alude ao final de um relacionamento amoroso e ao papel da tecnologia, outros dois pontos de partida para o EP, e resulta da parceira com Flax. A realização do videoclip também foi entregue a uma mulher, Marion Bergin, que já tinha dirigido o do single anterior e salta agora de ambientes hedonistas para os de uma (eventual) instalação:

 

 

Primavera de destroços

Beach House

 

Quem acusava os BEACH HOUSE de alguma redundância ao fim de seis álbuns talvez mude de opinião com a chegada do sétimo. As primeiras amostras, pelo menos, revelam a dupla de Baltimore menos fechada em si mesma e decidida a explorar um lado mais eléctrico e até vertiginoso, sem deixar os ambientes oníricos através dos quais se distingiu desde a estreia homónima, em 2006.

 

"Lemon Glow" e "Dive", apresentadas nos últimos meses, já deixavam boas pistas, e agora "DARK SPRING" volta a sugerir uma viragem para domínios shoegaze em modo mais acelerado, com uma efervescência de sintetizadores, guitarras e percurssão temperada pelos sussurros de Victoria Legrand. Enquanto não chega a confirmação - "7", assim se chama o disco, está agendado para 11 de Maio - fica o videoclip trepidante q.b., realizado por Zia Anger: