Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Cada um tem aquilo que merece

Elza-Soares.jpg

ELZA SOARES continua imparável. Além de uma presença nos palcos regular e impressionante nos últimos anos, a octagenária deixa um novo atestado de vitalidade artística no álbum mais recente, "Planeta Fome", editado há poucos dias.

O sucessor de "Deus É Mulher" (2018) volta a vincar que a linguagem do revitalizante "A Mulher do Fim do Mundo" (2015) não está esgotada, num alinhamento que sabe tirar o melhor da modernidade e da tradição, às quais a veterana brasileira ajuda a conferir personalidade. Entre os bons exemplos desse cruzamento está o novo single, "COMPORTAMENTO GERAL", versão do clássico de Gonzaguinha, de inícios dos anos 70, que dirá tanto ou mais ao Brasil de hoje.

A voz lânguida mas imponente da cantora carioca molda-se facilmente ao misto de ironia e intervenção da letra ("Você deve rezar pelo bem do patrão/ E esquecer que está desempregado/ Você deve aprender a baixar a cabeça/ E dizer sempre: muito obrigado") e a moldura sonora, com produção de Rafael Ramos, ganha um tom mais sumptuoso e tropical do que o original, e com qualquer coisa de cinematográfico.

As orquestrações chegam a lembrar a herança das bandas sonoras de 007, o videoclip estará mais próximo do universo pós-apocalíptico de Mad Max - sobretudo do terceiro filme da saga e da presença de Tina Turner em particular.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.