Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Cinco minutos na estrada australiana

jagwar_ma

 

Amores perdidos, o peso do passado e a incerteza do futuro não serão temas propriamente ligeiros, por isso ninguém diria que serviram de mote para o novo single dos JAGWAR MA. Em vez de resultar num exercício introspectivo, "O B 1" tem a combinação de leveza e embalo rítmico que fez da banda uma das mais promissoras a surgir em solo australiano nos últimos anos.

 

Apesar de vir da terra dos Cut Copy, Tame Impala, Ladyhawke ou Presets, e de partilhar o recurso à electrónica com esses nomes, o trio de Sidney parece continuar mais interessado na música dos Stone Roses, Happy Mondays, Charlatans e outras referências da cena de Madchester entre finais da década de 80 e inícios de 90. O grupo está longe de ser o primeiro a recuperar o psicadelismo apontado à pista de dança dessa altura - como o provam os esquecidos Delakota, os mais lembrados Kasabian ou os também recentes Real Lies -, mas a revisitação do disco de estreia, "Howlin'" (2013), foi promissora, e o tema mais recente não trai essa impressão.

 

Misturado por Ewan Pearson e com bateria de Stella Mozgawa, das Warpaint, "O B 1" mantém o entrosamento (que às vezes parece disputa) de guitarras e sintetizadores já presente do primeiro álbum, movendo-se entre ondulações dub misteriosas q.b. e um final mais festivo, a sugerir um aquecimento para raves a céu aberto. Ou então a tornar-se banda sonora tanto de viagens de carro pela noite dentro como da apanha de cogumelos de manhã, sugere o grupo. O videoclip remete mais para a primeira hipótese, ao seguir os australianos pela estrada e por alguns palcos. Próxima paragem? O segundo álbum, "Every Now & Then", algures no Outono.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.