Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Da fragilidade emocional à força criativa

Jack Colwell.jpg

Desde as suas primeiras canções - como "Don't Cry Those Tears" -, JACK COLWELL tem revisitado experiências pessoais numa escrita encarada como catarse. No novo single, "WEAK", o australiano leva o mergulho auto-biográfico ainda mais longe ao partir de uma fase da adolescência na qual manteve um relacionamento amoroso tóxico com outro rapaz.

Dessa cumplicidade que marcou a entrada na idade adulta, ameaçada pela homofobia internalizada e por episódios de humilhação, resulta mais uma viagem sonora entre o intimista e o épico, como já acontecia no single anterior do cantautor e multi-instrumentista, "In My Dreams".

Os dois temas deverão fazer parte do primeiro álbum do ex-elemento dos The Owls, o sucessor do EP "Only When Flooded Could I Let Go" (2015), que revelou esta pop tão confessional como teatral e uma voz que atinge voos mais altos na nova canção (chegando a lembrar o timbre e fulgor de Mike Patton, faceta crooner). O videoclip, mais despojado do que os anteriores, cruza cenas com o músico ao piano e em modo angelical: