Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

De Seattle a Cabul, com desvios por Lisboa e Porto

Mark Lanegan.jpg

 

"Is there gold?", questiona "NIGHT FLIGHT TO KABUL", o novo single da MARK LANEGAN BAND, ao longo do qual o vocalista e mentor do projecto vai lançando farpas ao imperialismo norte-americano (sem se tornar demasiado óbvio ou panfletário).

 

A canção é a mais recente a abrir caminho para o próximo álbum do veterano de Seattle e ex-Screaming Trees, "Somebody’s Knocking". O sucessor de "Gargoyle" (2017) tem edição prevista para 18 de Outubro e parece seguir as pistas lançadas nesse disco, ao conjugar a voz rugosa e imediatamente reconhecível do seu autor com uma presença mais forte de sintetizadores - mas sem abdicar das guitarras.

 

A linhagem entre o pós-punk e o gótico já marcava presença nas amostras anteriores, as igualmente propulsivas "Stitch It Up" e "Letter Never Sent" e a mais meditativa "Playing Nero", todas a apontar um regresso convincente.

 

Além do álbum, o grupo está de volta aos palcos e Portugal não vai ficar de fora: há concertos a 30 de Outubro, no Lisboa ao Vivo, e no dia seguinte no Hard Club, no Porto. E se Lanegan se mantiver em forma como há dois anos, na primeira parte dos Guns N' Roses no Passeio Marítimo de Algés, são datas a considerar seriamente (sobretudo num último trimestre parco em actuações imperdíveis por cá).

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.