Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

E agora um regresso às guitarras

Metric 2018

 

É bom ver (e ouvir) os METRIC recuperarem as guitarras depois de um álbum, "Pagans In Vegas" (2015), no qual se deixaram deslumbrar pelos sintetizadores - sem que o resultado tenha sido especialmente deslumbrante. "Art of Doubt", o sétimo e novo disco dos canadianos, oferece um alinhamento mais coeso e devolve alguma inspiração à banda ao trocar terreno electrónico pelo eléctrico.

 

Ainda assim, um dos momentos altos do álbum é também dos mais dançáveis, além de um dos melhores singles dos METRIC em muitos anos. "NOW OR NEVER NOW", hino épico que mostra Emily Haines em óptima forma vocal, seria canção para dominar playlists num mundo justo, mas provavelmente vai ser ignorada pelas rádios das "grandes músicas". Por outro lado, não deverá faltar nos próximos concertos do grupo, que mais uma vez não passam por Portugal (quantos mais anos teremos de esperar para os ver por cá?) embora tenham as vizinhas Madrid e Barcelona agendadas na digressão europeia, já em Novembro.

 

Fica, pelo menos, o consolo de ver a banda no videoclip do single, centrado nas deambulações after hours da vocalista enquanto os outros elementos a procuram. Mas a melhor versão da canção continua a ser a original, de mais de seis minutos de duração, com tempo e espaço para um crescendo emocional e instrumental certeiro.