Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Há uma primeira vez para tudo

Jake Shears

 

Enquanto os Scissor Sisters parecem não querer interromper o hiato mantido desde 2012 - data da edição do quarto álbum, "The Magic Hour" -, JAKE SHEARS já anunciou várias novidades nos últimos tempos. Este ano, o vocalista dos nova-iorquinos estreou-se nos palcos da Broadway, com o musical "Kinky Boots", e na escrita, através da edição da autobiografia "Boys Keep Swinging". Mas ainda há mais uma primeira vez a caminho.

 

A 10 de Agosto, chega o álbum de estreia a solo, homónimo, quase todo resultado de uma temporada em Nova Orleães que terá inspirado as canções. Ou pelo menos inspira o primeiro single, "CREEP CITY", cujo videoclip foi rodado por lá e dá seguimento ao ambiente festivo, em modo vaudeville sulista, com SHEARS travestido e centro das atenções de um clube nocturno (a realização é de Mac Boucher, irmão de Claire Boucher, AKA Grimes).

 

Se os dois últimos álbuns dos Scissor Sisters tinham reforçado a carga electrónica, esta amostra sugere um regresso aos primeiros, com os sintetizadores a serem substituídos pelos metais e a discoteca a ceder a vez ao cabaret. Ou seja, a aventura em nome próprio pode ser nova, mas este está longe de ser território inédito para o frontman da banda. Em compensação, é um domínio onde se mostra claramente à vontade - como poucos na pop actual - e essa segurança volta a ser acompanhada de uma energia contagiante. Começa bem, portanto:

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.