Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Raiva em formato dream pop

Tamaryn 2019

 

Desde o início da década, TAMARYN tem-se mostrado um dos nomes mais confiáveis na revisitação da dream pop e de algum shoegaze, ao longo de um percurso que já resultou em três álbuns e conta com um quarto a caminho - "Dreaming the Dark", agendado para 22 de Março.

 

Tendo em conta a primeira amostra do próximo disco, "FITS OF RAGE", o que aí vem parece ser a sucessão natural de "Cranekiss" (2015), com a música da neolezandesa a retomar pistas deixadas em finais dos anos 80 pelos Cocteau Twins, Kate Bush ou Curve - algumas também seguidas nos últimos anos pelos GEMS ou Them Are Us Too.

 

Mas se este está longe de ser território inexplorado, ainda pode ser fértil em boas canções. E TAMARYN deixa aqui mais uma para juntar a uma colheita estimável, da entrada das guitarras à conjugação com uma voz possante rumo a um refrão forte. O ambiente onírico sai reforçado no videoclip, realizado e protagonizado pela própria cantautora, que cruza as ideias de revolta e transformação da canção com o imaginário do tarot:

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.