Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Um regresso e duas destruições

TRST 2019.jpg

 

Robert Alfons, AKA TR/ST, continua a ter um lugar à parte na synth-pop desta década e o terceiro álbum já aí está para o confirmar... ou metade dele, aliás. "The Destroyer - 1" traz as primeiras oito canções de um díptico com sequela prometida para Novembro, estratégia que o canadiano adoptou por considerar que um disco de 16 faixas pode ser demasiado para digerir de uma só vez na era do streaming.

 

Essa opção, no entanto, leva a que apenas três temas deste registo inicial sejam inéditos, uma vez que os outros tinham sido revelados nos últimos meses. De qualquer forma, já fazia falta um sucessor para "Joyland" (2014) e "TRST" (2012), que apresentaram a pop electrónica negra e dançável do cantor, compositor e produtor - e a nova colheita não desilude.

 

 

Entre os momentos mais atípicos do disco está aquele que foi também o primeiro avanço, "GONE", canção midtempo a sugerir uma aproximação ao registo baladeiro de uns Coldplay, felizmente não consolidada no resto do alinhamento. E se há uns meses se estranhou, agora até parece resultar melhor em "The Destroyer - 1", além de ser a primeira faixa do álbum a ter direito a videoclip - com Alfons em modo invariavelmente sombrio, embora sem recusar o convite à dança:

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.