Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Um sonho sempre (synth) pop

Xeno & Oaklander.jpg

 

O cinema experimental de Kenneth Anger, a herança pop de Françoise Hardy, figuras da mitologia grega ou a new wave via Tina Weymouth (baixista dos Talking Heads e mentora dos Tom Tom Club). Estes elementos, à partida com pouco em comum, estão entre as principais pistas para o quinto álbum dos XENO & OAKLANDER, editado esta sexta-feira.

 

Sucessor de "Topiary", de 2016, "Hypnos" é o resultado de mais um mergulho de Liz Wendelbo e Sean McBride (AKA Martial Canterel) pela synth-pop e coldwave, que se tem mostrado entusiasmante desde 2004. Desta vez, a dupla radicada em Brooklyn diz ter apostado em canções mais ancoradas na melodia e na voz, mantendo o inglês e o francês como idiomas.

 

 

A transição entre o sono e a vigília também está entre os elementos-chave do alinhamento, com a atmosfera a tornar-se mais surreal e onírica do que em discos anteriores - ou pelo menos foi esse o ponto de partida. "INSOMNIA", o novo single, segue essa linha logo desde o título enquanto o videoclip, realizado pela vocalista, acentua o tom abstracto. Mas a música continua a ser o mais interessante: