Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

gonn1000

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Muitos discos, alguns filmes, séries e livros de vez em quando, concertos quando sobra tempo

Uma noite de climão sem hora para acabar

Letrux.jpg

 

Editado em 2017, "Letrux em Noite de Climão" marcou a estreia a solo de Letícia Novaes depois do final dos Letuce, banda que a cantora, escritora e actriz formou com o ex-marido, Lucas Vasconcellos. E marcou também o baptismo do seu nome artístico, LETRUX, que de então para cá tem sido celebrado como uma das promessas da música independente brasileira.

 

O título do álbum já era todo um programa e deu logo conta da atmosfera que percorre o alinhamento, com crónicas de noites bem vividas e bebidas nas quais a artista carioca dá voz a várias personagens em francês, espanhol, inglês e português, temperadas por um humor entre o irónico e o desbragado (que tanto lembra as provocações de Peaches como as dos conterrâneos Tetine) ou acessos mais melancólicos em torno das relações amorosas.

 

Entretanto, o tom festivo de boa parte de "Letrux em Noite de Climão" tem passado para os palcos e, diz quem viu, canções como "Que Estrago", "Amoruim", "Vai Render" ou "Flerte Revival" despertam um efeito ainda mais bamboleante e surreal ao vivo, graças a uma voz e presença capaz de as defender e com um espectáculo à altura.

 

Noite de Climão.jpg

 

Depois de percorrer várias cidades brasileiras, essa folia vai finalmente chegar a Portugal este ano, na abertura da terceira edição do MIL - Lisbon International Music Network. LETRUX foi escolhida, juntamente com Lula Pena, para o arranque do festival a 21 de Março, no B’Leza, numa noite que além de climão será de Bacaneza (nome da festa que encerra o programa do dia de estreia).

 

Anunciado esta semana, o concerto não é a única novidade dos últimos dias. "NINGUÉM PERGUNTOU POR VOCÊ", um dos convites à dança mais eficazes do álbum, é agora a nova aposta oficial. Entre a combinação de guitarra e sintetizadores, com influências disco sound, o apelo físico da música complementa uma letra "que fala sobre liberdade de pensamento, pérola sagrada humana que até isso querem controlar nos sombrios tempos que correm", assinala LETRUX nas redes sociais. "Viva a imaginação, viva o amor, o tesão, platónico ou não, realizado ou não, viva o pensamento que você está tendo agora", acrescenta.

 

Esse sentido de liberdade sai reforçado no videoclip, protagonizado pelas actrizes Bruna Linzmeyer e Camila Pitanga, entregues a manobras de sedução numa discoteca - aparentemente a altas horas de uma noite (de climão, como não?) que promete não terminar tão cedo: